fbpx
skip to Main Content

Procedimentos Estéticos: Aumento da Procura e o COVID-19

mulher com algodao de limpeza de pele sobre o olho direito e mandando beijo

A pandemia pode ter resultado no aumento da busca por procedimentos estéticos

Quando o mundo se fechou devido ao COVID-19, as pessoas foram forçadas a ajustar a forma como se comunicam – tanto pessoal quanto profissionalmente. As chamadas Skype, FaceTime e Zoom tornaram-se o novo normal. Elas permitem que os indivíduos tenham contato com as pessoas fisicamente distantes. Mas também servem ao propósito das pessoas trabalharem remotamente durante a pandemia.

Mas junto a este fenômeno, veio uma tendência interessante: cirurgiões plásticos e dermatologistas de todo o país estão vendo agora um aumento de novos pacientes em busca de procedimento minimamente invasivos como os preenchimentos, laser, substâncias para tratar rugas, Ultraformer, Scizer para perda de gordura.

Uma teoria seria a de isso está ocorrendo por conta da pandemia, já todo mundo ficou preso e olhando para si mesmo no Zoom ou no espelho. Ou seja, mais atentos a defeitos ignorados antes.

Além disso, a excessiva exposição ao Instagram, em vez dos encontros reais, aumentaram as demandas das pessoas por perfeição. Isto é, com base na comparação dos padrões de beleza a que os indivíduos estão sendo cada vez mais expostos.

E isso não ocorre só no Brasil. De acordo com uma pesquisa realizada pela Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos sobre as atitudes dos americanos em relação à cirurgia plástica na esteira do COVID-19, durante a pandemia, 49% dos entrevistados que não fizeram nenhuma cirurgia plástica dizem estar abertos a fazer procedimentos estéticos ou reconstrutivos no futuro.

O fato é, estamos vivendo uma corrida do procedimento cosmético facial. Além disso, outro bom motivo para isso estar ocorrendo também é a disponibilidade de tempo que as pessoas finalmente têm para a recuperação dos procedimentos. Boca inchada? Curativos? Que problema há nisso para quem não está saindo de casa?

Procedimentos
mais populares
durante a pandemia

Dos tratamentos mais solicitados durante a quarentena, 65% foram preenchimentos de substâncias para tratar rugas do tipo A. Isto é, Dysport e Xeomin, e 37% foram preenchimentos de tecidos moles como Juvederm, Radiesse, Restylane, Sculptra e Belotero, segundo o ASPS.

O que é surpreendente, no entanto, é que, além de pedidos de elevação das pálpebras superiores, elevações nas sobrancelhas e liftings não cirúrgicos no pescoço, especialistas dizem que os preenchimentos labiais aumentaram significativamente, apesar da determinação do uso da máscara de proteção contra o Coronavírus.

Se você pensou que todos ficariam obcecados com os olhos e não se importariam com os lábios e a linha da mandíbula porque causa das máscaras, se enganou terrivelmente.

Máscaras são aliadas dos procedimentos estéticos

O ponto é: como todos estão usando máscaras, é mais fácil encobrir hematomas ou inchaço de injeções. Agora os pacientes se sentem mais estimulados para realizar qualquer procedimento estético, mesmo cirúrgicos, porque além deles sempre estarem de máscaras, eles também têm a prerrogativa de desligar a câmera nas teleconferências sem que ninguém ache isso realmente estranho.

Procedimentos estéticos ajudam a conter problemas de autoestima nesse momento

Antes do confinamento, as pessoas não podiam se ver enquanto conversavam cara a cara com colegas de trabalho, família ou amigos. Fato é que, olhar para o seu próprio rosto está distraindo a tarefa em questão, e especialistas dizem que pode ser desencadeador para qualquer um que já teve problemas de autoestima antes da pandemia. Portanto, isso acaba intensificando seu desejo de corrigir essas “falhas” com procedimentos faciais cosméticos.

Você se vê do jeito que os outros te veem, o que acaba criando uma perspectiva alienante sobre si mesmo. Quando fazemos isso, começamos a imaginar todos os julgamentos que as pessoas poderiam fazer sobre nós, e nossas inseguranças podem se manifestar.

À medida que as pessoas começam a retornar a uma versão adaptada de sua vida antes da pandemia, as rotinas de beleza – incluindo procedimentos cosméticos – satisfazem as necessidades pessoais e sociais. Mesmo que ainda haja grande incerteza em torno da saúde e do emprego, as pessoas querem se sentir bem consigo mesmas. Além disso, querem ser respeitadas e admiradas por seus colegas.

Existem benefícios tanto de produtividade quanto de autoestima em ter a melhor aparência. Não quer dizer que você tem que trabalhar em casa com um vestido, cabelo e maquiagem. Mas parecer apresentável para você e para o trabalho nos leva a um dia mais produtivo.

Em qualquer caso, ressaltamos a importância de fazer esses procedimentos em um dermatologista ou consultório de cirurgião plástico!

A Clínica Dra. Lívia Maria Camargo integra os conceitos de saúde, beleza e bem estar, aliando alta tecnologia e modernas técnicas a um ambiente elegante, seguro e acolhedor. A clínica possui uma equipe treinada e qualificada para oferecer um atendimento diferenciado. Agende uma consulta!

Conheça o Ultraformer III

Imagine parecer mais jovem sem intervenção cirúrgica através da tecnologia mais conceituada do momento e com resultados muito mais naturais.

Back To Top
Olá! Precisa de ajuda?