fbpx
skip to Main Content

Acne é o nome dado a espinhas e cravos que surgem devido a um processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos fólicos pilossebáceo. Quando os folículos pilosos da pele são bloqueados por impurezas e células mortas, eles acabam criando bactérias que provocam algumas inflamações.

Elas surgem com maior frequência na região do rosto e nas costas. De acordo com a gravidade da acne, as inflamações podem levar ao surgimento de cicatrizes na pele, dor e até sangramento da região.

Comum na fase da adolescência, a acne também afeta os adultos, mas, em ambos os casos, além do comprometimento da pele, também é comum uma diminuição considerável na autoestima e saúde emocional dos pacientes.

O que é acne?

A acne é uma condição dermatológica com diagnóstico clínico que ocorre quando os folículos capilares são obstruídos, seja por óleo ou por células mortas da própria pele.

Há uma classificação clínica para a acne, conforme a gravidade das lesões presentes na pele. Assim, para o diagnóstico da acne, avaliamos a presença na pele de comedões (cravos), pápulas, quistos, pústulas, nódulos, além de cicatrizes (depressões irregulares). Lesões na face aparecem com maior frequência, mas também é comum o aparecimento de acne em regiões do corpo como costas, braços, ombros e peito.

ilustração de folículo capilar e inflamação da acne

Tratamento para acne: opções e prevenção

Tão importante quanto o diagnóstico da acne é a realização de um tratamento. Embora a acne seja uma condição dermatológica bastante comum, isso não significa que não deve ser cuidada como qualquer outra doença da pele. Quanto antes for iniciado o tratamento, maiores as chances de reverter quadros com maior facilidade, além de evitar o aparecimento ou agravamento de lesões que podem causar cicatrizes de difícil remoção.

O tratamento para acne consiste desde a realização de cuidados básicos de limpeza e higiene até a aplicação de soluções dermatológicas, ingestão de medicações, além de opções tecnológicas realizadas no consultório.

Além disso, o tratamento da acne não cuida apenas da saúde da pele: a saúde psíquica também pode ser beneficiada com um cuidado adequado da pele acneica, pois, muitas vezes, as espinhas e os cravos causam uma diminuição na autoconfiança das pessoas que são afetadas pela acne.

rosto com muitas acnes e manchas

Tenho pele acneica: quais os cuidados?

Em primeiro lugar, para quem possui uma pele acneica, é muito importante evitar piorar a inflamação da pele com cutucões. Não se deve tentar retirar cravos e espinhas com os dedos, pois, além de machucar com a pressão e provocar as famosas manchas de acne, o local ainda pode ser contaminado com impurezas e infeccionar.

Além disso, para quem quer evitar cicatrizes de espinha, o melhor tratamento é sempre a prevenção. Por isso, utilizar dermocosméticos específicos para pele oleosa ou acneica é essencial para a melhora dos sintomas e bons resultados dos tratamentos feitos via oral, seja para regulação hormonal ou para controle das glândulas sebáceas.

mulher morena se olhando no espelho e limpando a pele do rosto

O que causa as marcas de acne?

Acne é uma doença de pele que causa a formação de cravos, espinhas e lesões inflamadas. Aparece como lesões cheias de pus sobre a pele e quando desaparecem, deixam cicatrizes bastante visíveis. As marcas de acne são caracterizadas por manchas de cor marrom escuro ou buracos na pele.

Marcas de acne podem se formar por diferentes razões, mas na maioria dos casos ocorrem quando atrapalhamos o ciclo de cura da pele. Cutucar ou estourar cravos e espinhas deve ser evitado, pois é dessa forma que aparecem as marcas mais preocupantes em seu rosto. Isso ocorre porque você está levando bactérias das suas mãos para o seu corpo através das feridas.

mulher morena se olhando no espelho e espremendo espinha no rosto
Back To Top
Abrir chat
Olá! Precisa de ajuda?