fbpx
skip to Main Content

A Pele e a Dermatologia Clínica

A principal função da nossa pele é nos proteger, mas para que isso ocorra da melhor forma, devemos cuidar dela diariamente e ficar atentos a sinais suspeitos que possam aparecer nela.

O diagnóstico de doenças da pele só pode ser realizado por profissionais de Dermatologia, porém, é válido conhecer os sintomas das mesmas e a diferença entre cada uma delas.

A Dermatologia Clínica tem como função acompanhar o paciente do início ao fim: diagnosticar, traçar o melhor caminho de tratamento e por fim concluí-lo, gerando bons resultados e prevenindo futuras complicações.

Quais são as doenças mais comuns?

Melasma: O Melasma pode ser identificado através da aparição de manchas escuras na pele. Essas manchas são mais comuns no rosto, porém podem acometer os braços, pescoço e colo.
A doença afeta mais as mulheres do que os homens e algumas das teorias é que isso está relacionado ao uso de anticoncepcionais e gravidez.

Câncer da Pele: A doença ocorre pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. As células se espalham formando diferentes camadas e, quando são afetadas, são identificados os tipos de câncer.

Existem diferentes tipos de câncer da pele, tendo como mais comuns: Carcinomas Basocelulares e Carcinomas Espinocelulares. O mais raro, porém mais letal, é o Melanoma.

Dermatite Atópica: Uma das alergias mais comuns é a Dermatite Atópica. Apresenta-se através de eczema que deixa a pele seca, com erupções que coçam e crostas.

É comum surgir nas dobras dos braços e na parte de trás dos joelhos. Alguns dos fatores que podem ativar a condição, são: alergia a pólen, mofo, ácaros ou animais, estresse, frio, calor e transpiração e fragrâncias e corantes adicionados a loções ou sabonetes.

Psoríase: É apresentada através de manchas vermelhas com escamas secas esbranquiçadas ou prateadas.

Acne: A acne ocorre devido a um processo de inflamação das glândulas sebáceas e dos folículos pilosebáceos, apresentando-se através de cravos e espinhas.

É mais frequente na adolescência, podendo ocorrer também em adultos. Acomete principalmente mulheres e umas das principais causas são os hormônios sexuais.

As lesões são comuns no rosto, mas podem se espalhar pelas costas, ombros e peitos.

Rosácea: A rosácea é uma doença inflamatória crônica que afeta principalmente a pele do rosto. Em geral atinge mulheres com mais de 30 anos e pode haver uma predisposição genética.

Psoríase: A psoríase é uma doença inflamatória crônica que causa placas vermelhas na pele cobertas por escamas esbranquiçadas.

Onicomicose: Trata-se de uma infecção das unhas causada por um fungo. Os sintomas da infecção variam dependendo do tipo de fungo envolvido, mas unhas espessadas e coloração amarela são comuns.

Dermatite seborreica: A causa da dermatite seborreica não é clara. Uma espécie comum de levedura normalmente encontrada em folículos pilosos saudáveis tem sido proposta como possível causa.

Pele seca: Quando a pele se torna desidratada, ela perde a flexibilidade e assume um aspecto seco, quebradiço e escamoso, podendo até coçar nos casos mais intensos. A pele contém substâncias naturais de retenção de água, incluindo ureia, que retém a água nas camadas mais profundas dela. Além disso, uma película de sebo na superfície cutânea evita a evaporação da água.

Back To Top
Abrir chat
Olá! Precisa de ajuda?