fbpx
skip to Main Content

Doenças de pele que tem se agravado durante a pandemia

Doenças de pele que tem se agravado durante a pandemia

Estresse, falta de cuidados em casa e demora para buscar tratamento são principais motivos

É cada vez maior o número de pessoas que sentem na pele os efeitos da pandemia de Covid-19. Muitas pessoas desenvolveram ou agravaram casos como acne, melasma, psoríase e vitiligo de março de 2020 até hoje. Infelizmente, todas as desordens dermatológicas que pioram com o estresse estão mais presentes e de forma grave.

Confira no artigo abaixo o que fazer nesses casos.

O que é o Melasma?

O Melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, geralmente na face, braços, pescoço e colo.

Afeta mais frequentemente as mulheres, podendo ser vista também em homens. Não há uma causa definida, mas muitas vezes esta condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e, principalmente, à exposição solar.

O fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e, até mesmo, à luz visível. Além dos fatores hormonais e da exposição aos raios solares, a predisposição genética também influencia no surgimento desta condição.

Os sintomas do Melasma são:

Manchas escuras ou acastanhadas começam a aparecer na face, principalmente nas maçãs do rosto, testa, nariz e lábio superior (o chamado buço). Pode ocorrer também o melasma extrafacial, com aparecimento das manchas escuras nos braços, pescoço e colo. As manchas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas (iguais nos dois lados).

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia

Melasma x Luz do computador

No último ano houve um aumento da procura por tratamentos para o Melasma, e uma das possíveis razões é que, em casa, as pessoas acabam negligenciando o uso do protetor solar e se esquecem de que as luzes do computador, do celular e da televisão, além da luz do ambiente, também queimam.

O principal tratamento para o Melasma ainda é o uso de filtro solar, que ele deve ter em sua composição óxidos de zinco e de ferro e dióxido de titânio, que ajudam a refletir a luz do sol.

Além da prevenção, tratamentos como o Laser Lavieen, Peelings e Microagulhamento com drug delivery (que injeta medicamentos na pele) são extremamente eficazes contra o melasma.

As causas do Melasma são principalmente:

  • Predisposição genética;
  • Alteração hormonal;
  • Exposição solar intensa;
  • Exposição a luz azul e raios infravermelho, UVA e UVB.

Máscara x Acne

Acne pode ser decorrente do abafamento causado pela máscara

O abafamento da pele causado pela máscara pode desencadear um processo inflamatório, o aumento da secreção sebácea e, consequentemente, a piora da acne. Em casos mais graves, pode ocorrer dermatite seborreia e até mesmo rosácea, doença que causa irritação e vermelhidão da pele.

A acne causada pelo uso contínuo de máscara tornou-se tão recorrente que, nas redes sociais, passou a ser chamado de “maskne”, uma junção das palavras “mask” (máscara em inglês) e “acne”. O fato é que a alta incidência de problemas ocasionados pelo equipamento de proteção está levando mais e mais pessoas a procurarem tratamento para acne.

Cuidados com a pele

Rituais de limpeza de pele e hidratação podem ajudar. As principais dicas para lidar com problemas advindos do uso de máscara são:

  • A pele deve estar limpa e seca antes de fazer uso da máscara;
  • É recomendável lavar o rosto com sabonete facial indicado para o tipo de pele duas vezes ao dia;
  • Peles com maior oleosidade devem receber maior atenção e fazer uso de produtos para controle da característica;
  • Mesmo peles oleosas devem ser hidratadas com produto próprio para região do rosto, ajudando a criar uma barreira protetora contra o atrito do tecido da máscara;
  • Não é recomendável o uso de maquiagem simultâneo ao uso de máscara;
  • Todos os tipos de pele devem evitar água quente e uso de produtos irritantes, como adstringentes com álcool.

Psoríase e a COVID-19

O isolamento social da pandemia gerou fortes angústias na população, causando ou agravando os distúrbios de humor.

A psoríase é uma doença associada com as comorbidades psicológicas e psiquiátricas do paciente, e o estresse emocional pode ser um gatilho para desencadeamento ou agravamento de lesões da psoríase.

Há relatos de casos de pessoas que abriram o quadro de psoríase após o impacto psicológico da morte de um parente por COVID-19 por exemplo.

 Principais causas da psoríase

As crises de psoríase podem ser desencadeadas por vários motivos, dentre eles:

  • Estresse emocional;
  • Trauma;
  • Infecção;
  • Tabagismo;
  • Medicamentos;
  • Fatores endócrinos e imunológicos.

Agravamento de casos de vitiligo na pandemia

A pandemia do coronavírus pode atuar como gatilho para o desenvolvimento do vitiligo, até mesmo em quem não apresentava sinais da doença. O principal sintoma é a mancha branca que surge quando o próprio organismo passa a atacar os melanócitos, que são as células produtoras de melanina (o pigmento da nossa pele).

Isso acontece porque o estresse é capaz de agravar essa doença autoimune, e em momentos como esse, as marcas podem crescer e se espalhar mais, ou até reaparecer.

Dicas para o vitiligo não desandar

  1. Controle o estresse: Como ele é fator risco para a doença, merece um olhar atento. Atividades como ioga e meditação costumam ajudar os mais tensos.
  2. Tome sol na medida certa: Reduza a exposição solar, use protetor e priorize roupas confortáveis que não pressionem as lesões.
  3. Siga o tratamento indicado: Não é porque tudo paralisou que o tratamento deve ser abandonado.
  4. Cuide da saúde mental: Ela é crucial no manejo do vitiligo. Por isso, é legal aliar o tratamento dermatológico com sessões de terapia.

Cuidados durante a pandemia

Como vimos, além da pandemia do coronavírus causar diversas dificuldades e mudanças em nosso dia a dia, ela pode afetar também a saúde da nossa pele.

Descuido com alimentação, falta de exposição solar, ausência de cuidados com a pele, uso excessivo de álcool em gel e transtornos emocionais podem favorecer surgimentos ou agravar doenças cutâneas.

Como contornar essa situação?

  • Ter momentos de lazer;
  • Investir em uma alimentação saudável;
  • Beber pelo menos 2 litros de água por dia;
  • Praticar exercícios físicos;
  • Ter boas noites de sono;
  • Aplicar cremes e loções hidratantes sempre após o álcool gel evaporar por completo das mãos;
  • Manter os cuidados com a pele e usar protetor solar mesmo em casa.

É importante dizer que a exposição segura ao sol também é fundamental para a manutenção de um sistema imunológico saudável. É preciso cuidar de você mesmo que sua rotina esteja sendo em casa!

Saiba mais sobre nossos tratamentos

A Clínica Dra Lívia Maria Camargo integra os conceitos de saúde, beleza e bem estar, aliando alta tecnologia e modernas técnicas a um ambiente elegante, seguro e acolhedor.

Localizada na Praia do Flamengo, além de uma bela vista para o mar, a clínica possui uma equipe treinada e qualificada para oferecer um atendimento diferenciado.

Conheça nossos tratamentos e agende uma consulta!

Back To Top
Abrir chat
Olá! Precisa de ajuda?